InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Arabella Eva White

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Arabella Luna

avatar

Feminino
Número de Mensagens : 436
Data de nascimento : 21/11/1986
Idade : 30
Emprego/ocupação : Jornalista, mãe e modelo
Sexualidade : Heterossexual
Estado Civil : Solteiro

MensagemAssunto: Arabella Eva White   15/11/2009, 22:04

DADOS ON

Nome completo: Arabella Eva White, modificado na justiça para Arabella Eva Luna
Apelido: Eva, Snow White, Bella, Bells, Ella, Rosa
Data de nascimento: 21/11/1986
Idade: 23
Local de nascimento: San Diego, CA - USA
Estado civil: Solteira
Sexo: Feminino
Sexualidade: Curiosa
Idiomas: Fala inglês, francês e espanhol fluentes e parcialmente italiano e latim pois cursou humanas, com major em letras/lingüística em Yale.
Curso/Profissão: Engenharia Mecatrônica
Moradia: 588 Mason Street, San Francisco - CA

APARÊNCIA

Altura: 1,65
Peso: 51kg
Físico: Branca, magra e alta. Possui seios fartos, pernas delineadas, cintura fina e corpo extremamente curvilíneo. Seus olhos são azuis esverdeados, com algumas sardas logo abaixo deles, ao longo do nariz e nas bochechas. Naturalmente, seus cabelos são louros, numa tonalidade bem clara, igual ao dos irmãos e da mãe, mas os tinge desde que entrou para Yale, mantendo-os quase sempre castanhos assim como Britt também o faz. Atualmente, estão ruivos, da cor de ferrugem e com poucas ondulações, quase lisos.
Outros: Tem tatuado um trecho de um poema de Neruda.
Personalidade usada: Kim Cloutier


BIOGRAFIA
Filha de Antonio James White e Jacqueline Davout, tem três irmãos Brittany, formada por Brown em comunicação e Cameron, cursando educação física em GGU e Diana, sem major definido (que Bella saiba).

Seu pai, Tony, nasceu em San Diego e foi criado em Chicago pelos pais, mas logo apos o divórcio deles quando tinha apenas seis anos, se mudou para San Diego, sendo criado apenas pela mãe, Eva Yolanda Rosas, dançarina espanhola. Nas férias, ia para Los Angeles, onde ficava com o pai, Benjamin Thomas White, produtor de cinema em Hollywood até Ben falecer, quando Tony tinha sete anos. Sua mãe casou-se pouco depois com Santiago Luna, seu parceiro de dança há anos.

Sua mãe, Jacqueline, é filha de franceses nascida em Connecticut e criada em New York, onde seu pai, Jean-Luc Davout mantinha a matriz da empresa com sua mãe, Brettany Arielle Darrieux. Fez sua graduação de Sociologia em Harvard, onde conheceu Tony que terminava sua pos-graduação em Direito, após cursar Pre Law em GGU, onde foi presidente da Ares e capitão do time de Hockey da universidade. No mesmo ano Tony e Caroline se casaram e no ano seguinte, Brittany nascia no hospital universitário de Harvard. Apenas três anos depois o casal resolveu ter filhos novamente, após se mudarem para New York.

Arabella nasceu em San Diego, nas férias de família dos pais e cresceu em New York, com constantes idas à quinta avenida para aturar o consumismo da mãe. Mudou-se de lá quando completou doze anos, morando então em San Diego até os quatorze, quando foi para New Haven, estudar em Yale.

Viciada em junk food, acabou se tornando estatística, sendo uma adolescente obesa, o que lhe rendeu uma péssima adolescencia, repleta de brigas com a mãe que se dividia entre lipos, regimes e academias. Voltada pros estudos, fez poucos amigos e era constantemente bullyed pelas garotas populares nao só pelo peso, mas por ser muito mais nova que todos ali cursando o High School, já que o cursou dos 10 aos 14, devido ao seu alto QI e a decisão incensata da mãe de não deixá-la estudar em uma escola para crianças superdotadas.

Ao passar com honras para Yale, Sarah Lawrence, Columbia e Harvard aos 15 anos, resolveu cursar Yale e mudar sua vida. Ligou para sua avó que se mudou para New Haven e a ajudou com a dieta: trocou sua alimentação e comecou a praticar exercícios, começando com leves caminhadas até seu corpo se acostumar com a falta de inércia, passando então a correr todos os dias. Nesse período começou também a ter aulas de dança com a avó, que se estenderiam ao "avô" e ao tio durante os feriados, onde voltava com a avó para a casa dos Lunas. No segundo ano de Yale era outra pessoa. Fez "amigos", entrou para o time de cheerleader, passou a ter pretendentes, entre eles um dos mais "famosos" atletas de Yale, mas o rejeitou por ter medo dessa vida que estava se abrindo diante de seus olhos, a vida que sempre disse odiar quando sua irmã falava de atletas, namoros e coisas populares.

Trabalhou no jornal e na revista literária de Yale e ganhou o John Hersey Prize in Journalism. Com a súbita atenção que passou a receber, fez parte dos mais restritos grupos de Yale, tendo um futuro garantido pela frente, fazendo estágio de verão no NY Times entre seus terceiro e quarto anos. Assinou um contrato com o The CT Post, se tornando Correspondente em diversos países latinos, por dominar bastante o espanhol, ficando principalmente na Espanha e no México antes de pedir demissão para trabalhar na revista The New Yorker. Ficou lá por um ano, assinando por pseudônimo uma coluna, mas resolveu fazer outra faculdade. Yale novamente a convidou a cursar o que desejava: engenharia. Cursou o primeiro ano lá, mas resolveu vir para Califórnia, estudando na universidade do pai e do irmão: GGU.

Conheceu David Hauxhurst na Espanha, onde ambos cobriam uma reportagem como Correspondentes, ele de um jornal italiano e ela do The Post. Começaram a namorar e Dave pediu demissão, indo trabalhar com ela no The Post, enquanto fazia pós-graduação em Yale. Devido a pouca distância entre CT e NY, nenhum dos dois se mudou quando Bella assumiu a coluna na New Yorker, mas teve uma grande briga com ele que não entendia o porque de trocar uma Ivy League por uma 'universidadezinha qualquer' quando Bella largou sua segunda graduação em Yale por GGU. Continuaram o namoro, porém um namoro aberto, apesar da insistência de Bella em continuarem apenas amigos, pois achava (e ainda acha) que a relação não sobreviveria a distância, mesmo que seja um relacionamento aberto.

Ao chegar em San Francisco, causou um verdadeiro rebuliço na vida de Cameron que nunca imaginou que sua irmãzinha houvesse emagrecido tanto durante todo o tempo em que não a vira, já que não comparecia a eventos familiares desde os 12 anos, quando começou a sair com garotas. Vive tentando fugir do irmão, frequenta lugares que ele não vai e pede à Mikaella Werbowy, de quem acabou se tornando amiga, para a avisar sobre os planos noturnos de Cam, para que possa escolher lugares diferentes para ir. Por mais que faça isso, já foi motivo de diversas brigas entre Cam e caras aleatórios com quem estava dançando ou ficando. Por esse motivo, nunca contará ao irmão que ficou com seu melhor amigo Oliver Werbowy.

Ainda trabalha como freelancer pra algumas revistas e jornais e entrou para o jornal da GGU logo na primeira semana de aula, conhecendo Chloe Graham, com quem acabou tendo seu primeiro beijo homossexual. De vez em quando ainda ficam, embora saiba que Chloe ama seu ex-cunhado, Eric Watson. Vive bancando cupido pros dois, emprestando seu loft para que possam se encontrar, mesmo no início da relação, quando Eric ainda estava casado com sua irmã - não que Brit desconfie disso, obviamente. Recentemente saiu do GGG para se dedicar ao seu livro.

Em GGU reencontrou seu amigo de infância, William Aincourt Milles III e conheceu Lisa Trilwater, com quem Will divide um apartamento. Em todas as suas iniciativas de se aproximar da garota, sempre fracassou, seja com o cancelamento de um plano ou com algum problema quando saiam os três, que a impedia de se tornar amiga dela, por mais que tentasse, para ter como bancar o cupido para ela e Will, já que a primeira coisa que Will disse era que estava completamente apaixonado por Lisa. Durante um tempo dividiu apartamento com o primo de Will, seu também amigo Ethan Aincourt, mas o arranjo não chegou a durar um mês.

Entre seus casos mais significativos estão seu professor em GGU, Luke Mandrake, com quem teve sua primeira vez e Pablo Castillo. Se relacionou com ambos e com Oliver, entre outros homens não importantes que não passaram de alguns amassos, enquanto namorava Dave. Quando ficou com Pablo pela primeira vez, havia acabado de experimentar drogas pela primeira vez, misturado com bebida álcoolica em quantidades que deixariam uma pessoa não-fraca ligeiramente bêbada. Não lembrava de nada daquela noite e fugiu do hotel, sem deixar seu nome, nem telefone, voltando para San Francisco, mas com marcas pelo corpo que a fizeram pensar que tivera a melhor noite de aniversário de todas.

Teve um surto mental quando encontrou Pablo na Taqueria onde Lisa trabalha, a La Cumbre, mas acabou não resistindo ao desejo que sentia só de olhá-lo. Não contou para ninguém, mas na manhã seguinte, após encontrar o bilhete dele, que guardou muito bem guardado, ligou para Dave, terminando a relação-aberta-à-distância que tinha com ele. Sabe que é idiotice da sua parte, que foi extremamente egoísta e que provavelmente magoou um cara que sempre a tratou com respeito, esperando por ela, sabendo que ela era virgem, sem lhe forçar a barra nem nada, mas não poderia continuar com Dave, que ama como ama seu irmão ou Will e que sequer lhe despertou desejo o suficiente para transarem nesse tempo todo em que estiveram juntos, sabendo que se Pablo quisesse, aceitaria ser dele e somente dele. Por mais utópica e romântica que possa ser, sabe que isso nunca acontecerá, já que acha que se comporta como uma vadia perto de Pablo e ele nunca a respeitaria e a quereria como sua namorada, amante, mulher ou qualquer outro rótulo de relacionamento fechado.

Vendeu um livro para uma editora, utilizando o pseudônomio com o qual assina as colunas na New Yorker e com o adiantamento, comprou presentes de natal para todos que tem importância na sua vida, o primeiro entregue foi o de Chloe: um contrato de aluguel de uma sala comercial em San Francisco, para que possa abrir sua tão sonhada grife.

Seu pai atualmente mora em Los Angeles; sua irmã em Chicago com o filho de seis anos, Andrew; e sua mãe em New York. Por isso evita passar os feriados com qualquer um deles, preferindo passar sempre com a avó em Guadalajara, onde Eva mora com o novo marido, Santiago e um dos filhos que teve no segundo casamento, seu tio Gabriel, o único solteiro convicto que nunca se casou ou se casará de todos os filhos que Eva teve. Foi com Eva, Santigo - a quem chama de avô - e Gabriel que aprendeu a dançar já que quase sempre sua mãe mandava que passasse as férias com eles para não estragar as férias da família nos Alpes, na França ou em qualquer lugar onde Jackie quisesse exibir a família perfeita que teria se Bella nnão existisse.

PERSONALIDADE
Alegre, agitada, comunicativa, sincera até demais. Gosta de expor suas opiniões e ama um bom debate. Nerd, gosta de assistir programas que ninguém assiste como programas de engenharia, robôs e história medieval. Quando emagreceu, descobriu que adora esportes e ama dançar, aprendendo um pouco com a avó, ex-bailarina e mais ainda em aulas que fizera em New Haven depois que sua avó voltou para Guadalajara.

Nem sempre foi assim, no ensino médio era tímida, recatada e tinha poquíssimos amigos devido a sua aparência, era socialmente excluída de tudo, mas observava a vida dos irmãos, sabendo pelos bastidores o que era a vida de uma pessoa popular. Era um pouco depressiva e odiava ser alvo contante de todas as implicâncias do colégio, mas nunca admitiu que no fundo queria ser como os irmãos, sempre implicou com eles, dizendo que tudo o que faziam e gostavam era idiotice.

Participou do jornal de Dalton e assinava anonimamente suas colunas, enviando-as por um email protegido de IP restrito. É extremamente paranóica, gosta de bancar o cupido, não gosta de ser o centro das atenções, sendo ainda um pouco tímida quando está com garotos que não conhece ainda e tem pseudônimos para escrever suas colunas e seus livros. Não gosta de festas, mas ama sair pra dançar. Adora perigo, adrenalina e não resiste a um bad boy. O que mais considera sexy num homem, é a inteligencia, mas acaba cedendo a músculos e aparência quase sempre. Não fica bêbada fácil, é bem resistente à álcool, mas se ingere drogas de remédios fracos à ilícitas, fica completamente louca e fora de si, cometendo loucuras, como transar com desconhecidos em quartos de hotel e fugir sem sequer perguntar o nome, fato que aconteceu recentemente em Tijuana.

Romântica, utópica, sonhadora e idealista, mas odeia ser assim. É esse traço da sua personalidade que a faz lutar pelos casais que vê futuro, como Mikaella e Cameron, Chloe e Eric ou Lisa e Will. Seu objetivo como cupido é achar uma garota para Ethan.

ANOTAÇÕES DIVERSAS
Claustrófobica;
Graduada em Yale;
Publicou um livro sobre o mesmo pseudônimo que usa para assinar suas colunas na New Yorker.

DADOS OFF

Nome completo: Renata
Apelido: Rebs ou Rowy
MSN: rowybib@hotmail.com
Outros personagens: Cameron White, William Milles, Ellie Chase, Ethan Aincourt, Eric Watson, Enrico Castillo, Carlos Castillo, Gabriel Luna, Eduardo Luna e Dave Martelli.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Arabella Eva White
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Duvida Pokemon White 2 - Felicidade
» White Falcon
» A Profecia - A Santa Aliança e a Grande Tríplice
» [FP] Kaylla Lightwood
» Mega Evolução?!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Área Off :: Fichas-
Ir para: